domingo, 28 de março de 2010

Lei do Photoshop

video

Foto: Flavio Saturnino
Edição: Leo Saturnino

Essa semana um assunto tomou conta dos fóruns de discussão de comunidades de Photoshop pelo orkut, e foi publicado em centenas de blogs sobre o tema, espalhados pela internet.

Para quem não ouviu falar da "Lei do Photoshop", o Deputado Wladimir Costa ("...cantor de música brega e radialista sensacionalista paraense que, durante a campanha eleitoral, subia só de cuecas em trios elétricos para chamar a atenção para sua candidatura..."), autor da lei, quer anexar a frase "Atenção: imagem retocada para alterar a aparência física da pessoa retratada" em toda e qualquer foto publicitária que seja trabalhada no Photoshop. Ou seja, salvo aquelas com intuito protestante, toda publicidade do mundo levaria essa frase.

Porém, como a lei direciona-se apenas para fotos publicitárias, as revistas masculinas continuariam com os banhos de Photoshop em suas "modelos", segundo Wladimir, essas não influenciam a "idealização do corpo".

O deputado sugere que sua lei irá acabar com a idealização do corpo, e que o projeto está focado na saúde. Eu particularmente acredito que essa lei, por lógica, seja incoerente e ineficiente ao propósito, e quero falar sobre alguns pontos importantes a serem discutidos.

Possivelmente e provavelmente o deputado, quando fala de "idealização do corpo" e associa sua lei à "saúde", está falando da idealização do corpo magro, tendência precursada nos anos 60, por Twiggy, muito antes da exacerbação de programas de tratamento de imagens em fotos publicitárias, e do padrão surrealista que usamos hoje na publicidade. A idealização do corpo, seja ele magro ou gordo, funciona da mesma maneira que garotos se inspiram no Batman ou no Super-Homem, e vem de muito antes do surgimento do photoshop, e até mesmo do computador. Como bem me lembrou um grande amigo fotógrafo, Eliezer Sanchez, uma idealização já era imposta desde a época das estátuas que hoje enfeitam o Louvre.

Quando falamos em "idealização do corpo", "corpo perfeito", ou "moda", qual a primeira coisa que nos vêm à cabeça? Eu, ao menos, não penso em capas de revista, penso nas passarelas, e é das passarelas de onde vêm a maioria das capas de revistas destinadas ao corpo, à moda, ou à tendências. Então, talvez pendurar uma placa com os dizeres "isso non ecxiste" nas modelos enquanto elas desfilam, também seja uma boa idéia de lei. Aliás, vamos acabar com tudo o que possa idealizar um corpo magro! Alguém já viu uma bailarina gorda? Bom, vamos colocar essa placa nas bailarinas também! E por aí vai...

Além de tudo isso, ainda falta discutir acerca das centenas de relatividades que uma lei desse tipo traria, afim de prevenir uma sobrecarga ainda maior do sistema judiciário.

O que seria "imagem editada no Photoshop"? A remoção de uma espinha no rosto altera a imagem da pessoa retratada? Então quer dizer que não podemos retirar a espinha digitalmente, mas podemos passar maquiagem por cima e fotografar? Aí não precisa de frase?! Clareamento dos olhos? A remoção de um restinho de chocolate no canto da boca? ...?

Nem sempre o Photoshop é utilizado para retirar celulites ou diminuir a cintura de maneira gritante. Os retoques digitais são utilizados por milhares de motivos, e a maioria desses retoques pode ser obtida sem o uso de programas do tipo. Sabe aquela foto que tiramos onde nossos olhos parecem mais claros do que realmente são? Basta fotografar com iluminação direta nos olhos. Sabe aquela outra onde parecemos mais magras do que realmente somos? Questão de postura e de ângulo! E quando o nosso papo, sob o queixo, parece tão magrinho? Apenas incline a cabeça um pouco para cima e o corpo para frente! Todas essas dicas de fotografias, além de alguns truques de iluminação servem para "alterar a imagem da pessoa retratada".

Espelhos de banheiro em bares, discotecas, casas noturnas... são estratégicamente projetados e com iluminação trabalhada para que você se veja mais bonito através deles. Quer testar o poder da iluminação nas formas do rosto? Apague as luzes do seu banheiro, pegue uma lanterna e coloque sobre a sua cabeça com a luz mirando para baixo de forma que atinja seu rosto, depois coloque a luz de baixo para cima, depois da esquerda para direita... Dependendo da potência da luz, direção e proximidade, você se verá diferente.

O que eu quis dizer com "essa lei é ineficaz por lógica" foi que a intenção de divulgar o uso de programas de tratamento de imagem como algo negativo provavelmente terá o efeito contrário. Vamos supor que as empresas parem de usar programas de edições de imagem nas fotos. Isso acabaria com a idealização do corpo? CLARO QUE NÃO! Aliás, pelo contrário, aquela menina bonitinha com uma cinturinha um pouco mais larga do que o exigido, que antes poderia ser levemente retocada no Photoshop, agora não serve mais para as fotos, a empresa terá que procurar alguém mais magra e a modelo terá que voltar para casa e fazer uma dieta mais rigorosa!

Eu trabalho em um estúdio fotográfico e digo com conhecimento que toda modelo que chega para fotografar tem exigências para com o editor. É "diminui um pouquinho minha barriga", "tira esse pneuzinho aqui", "apaga essa sobrinha debaixo do braço...". e daí pra frente. Estão claramente menos preocupadas com o corpo idealizado, e podemos agradecer ao Photoshop por isso!

Sobre a eficiência da lei, eu pergunto: alguém parou, ou conhece alguém que parou de comer, de comprar produtos alimentícios, ou mesmo de imaginar que eles sejam iguais aos da foto da embalagem depois da anexação da frase "foto meramente ilustrativa"?

O que eu acho é que essa lei é uma grande besteira! Perda de tempo! Atraso do sistema Legislativo! Leis criadas por pessoas que nada entendem do assunto, e nem mesmo refletiram sobre suas propostas!

5 comentários:

  1. Muito bom Leo
    disse tudo!

    parabens pelo blog, vou acompanhar com certeza!

    ResponderExcluir
  2. Opa, mais um anônimo, ou é o mesmo?
    De qualquer maneira, muito obrigado pela participação!

    ResponderExcluir
  3. Nossa... É pra aplaudir de pé!!!
    Sempre com posicionamento crítico, domínio técnico e persuasão embasada...
    Muito orgulhosa de você e do seu trabalho!
    Parabéns e mais sucesso!
    Beijos...

    ResponderExcluir
  4. Mais uma vez sem comentários !!!! Acima a Elaine disse tudo !!! Meus Parabéns ...

    ResponderExcluir
  5. Aí leo, não sei se é só comigo, mas quando eu leio um texto muito grande com fundo preto e letra branca, chega uma hora que fica meio desconfortavel, acho que poderia botar a letra em negrito que deixaria mais agradavel a leitura(claro se isso encomodar outras pessoas tambem)
    Mas teu blog ta de parabens, sucesso ae

    ResponderExcluir